Pesquisar este blog

sábado, 24 de setembro de 2011

Histórias de Sucesso, vale a pena conhecer


A Vila Nova é um dos bairros mais antigos da cidade. Ao longo dos anos se tornou a porta de entrada para o surgimento de vários outros conglomerados urbanos, como o Parque Santa Lúcia, o Airton Sena e a Vila Fiquene.

O bairro já chegou a ter duas escolas de samba. Hoje, a Vila se destaca por um volume grande de pequenos, médios e grandes negócios.

Algumas dessas atividades começam a sair das “ quatro linhas do bairro e,  da própria cidade, e merecem registro.

Uma já ganhou a mídia, até nacional. Trata-se do “case” da cooperativa de mulheres COMADRI, que trabalha com a produção de artesanato fino a partir de produtos naturais, como o côco babaçu.
Com o apoio inicial da Prefeitura a cooperativa depois foi abraçada pelo SEBRAE; depois , o número de conquistas não parou mais.
                                                                                    A arte  da comadri
A participação em uma feira no Rio de Janeiro rendeu contratos que chegaram a um milhão de reais. As mulheres da Comadri, todas de origem humilde, se preparam agora para uma feira em Belo Horizonte e já receberam contatos para expor, o que fabricam,  na França e na China.

                                                               Dirciane, Danilo Lisboa (Sebrae) e Genne Kelly

A cooperativa de Mulheres Comadri tem como diretora geral Dirciane Menezes, a presidente é Deusalina Duarte e a gerente comercial é Roseane da Silva. Em comum, entre elas, o fato de nenhuma experiência empresarial anterior, a vontade de vencer e o acompanhamento do Sebrae.

                                                       A  arte da comadri
Essa semana, por questões pessoais, uma das fundadoras da Comadri Genny Kelly Almeida, se despediu do grupo. Deixou Imperatriz e foi se estabelecer em Roraima. As cooperadas lamentaram a saída dela já que a mesma além de comandá-las era uma espécie de relações públicas da cooperativa.

O centro de produção da cooperativa fica localizado na Rua Banderante- 997, Vila Nova

Rafizza, a outra história de sucesso

Essa semana fui apresentado pelas “meninas da comadri” a uma outra história de sucesso nascida no bairro Vila Nova.

Uma representante comercial que se juntou às filhas e, com muita determinação, há menos de dois anos, fez nascer a RAFIZZA, a primeira empresa de cosméticos da cidade e região que hoje, nos moldes organizacional de trabalho da gigante Natura, gera 300 postos de trabalho e já distribui suas 21 flagrâncias para o Maranhão, Pará e Tocantins.

As fragrâncias, segundo me disseram a empreendedora Isabel Maria da Conceição e a filha dela Rafaela Alves, ainda são terceirizadas, são adquiridas de vários fornecedores e aqui manufaturadas, mas elas já estão viabilizando o financiamento da instalação de um laboratório em Imperatriz.

Rafaela, Elson Araujo e Isabel

Conforme Rafaela a princípio a Rafizza trabalha apenas com perfumes, mas , em breve pretende expandir-se para a produção de outros produtos de beleza.

Enquanto conversava comigo uma das cooperadas da Comadri se aproximou e sugeriu que Isabel encomendasse uma pesquisa sobre cheiro exalado pelo pé de “ buriti macho”, que segundo ela é muito cheiroso e daria certamente uma boa fragrância comercial.

Imperatriz, como costumo dizer , é uma mãe que abriga muitos filhos. Alguns rendem frutos, outros, querem apenas explorá-la.  No caso da Rafizza e da Comadri certamente ainda virão muitos frutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por Email